Ilhas Bruma – Açores

Açores Online "Antes morrer livres que em paz sujeitos"

Carlos César: alterar prioridades faz parte de uma forma inteligente de governar

O Presidente do Governo dos Açores disse hoje que “faz parte de uma forma competente e inteligente de governar alterar opções e adaptarmo-nos às circunstâncias e a cada momento.”

Carlos César, acrescentando que “nem sempre – e muito menos em tempo de crises económicas e financeiras súbitas – é possível manter o calendário da execução de compromissos assumidos, ou, até, confirmar a sua prioridade, afirmou que tem dito isso muitas vezes “não para desculpabilizar uma circunstância ou outra em que não tenhamos sido capazes de fazer o que pretendíamos, mas sobretudo para chamar a atenção para a razão pela qual temos feito coisas que não tínhamos previsto fazer.”

Falando na cerimónia de apresentação do projeto de requalificação do acesso rodoviário à vila da Calheta – numa extensão de 3,7 km e com um investimento de 950 mil euros – o Presidente do Governo frisou que, embora a situação atual obrigue ao reequacionar de prioridades, foi possível manter o compromisso de efetuar aquela obra que assegura melhores acessibilidades num dos mais movimentados troços da ilha de S. Jorge.

Aliás, Carlos César lembrou que, desde que entrou para o Governo, foram requalificados mais de mil quilómetros de estradas em todas as ilhas da região, investimento que foi feito “não por luxo, mas por necessidade”, e que, em qualquer caso, “não impediu outros investimentos com maior influência no nosso desempenho económico e social.”

Dando alguns exemplos, só da ilha de S. Jorge, referiu a reestruturação do sector industrial queijeiro, a recuperação da conserveira de Santa Catarina, a intervenção de salvaguarda na Escola Profissional de S. Jorge, a obra de ampliação e requalificação do aeroporto da ilha – no valor de mais de 25 milhões de euros –, as melhorias das estruturas portuárias, a construção de infraestruturas na área do apoio social, os muitos quilómetros de caminhos agrícolas, a modernização das explorações, as obras no sector do Ambiente e, entre outras, a projetada construção, em breve, da Escola Básica e Secundária das Velas.

“Sabemos, portanto, que introduzimos grandes melhorias nesta ilha, que esse é um processo de continuidade e que deve ser aprofundado e mantido e que fizemos uma grande mudança para melhor”, sustentou Carlos César.

GaCS/CT

Anúncios

Comments are closed.

%d bloggers like this: