Ilhas Bruma – Açores

Açores Online "Antes morrer livres que em paz sujeitos"

Sérgio Ávila anuncia a criação de uma rede regional de incubadoras de empresas

O Vice-Presidente do Governo dos Açores anunciou hoje, no Nordeste, em S. Miguel, a “constituição de uma Rede Açoriana de Incubadoras de Empresas, um verdadeiro Ninho de Empresas”.

Sérgio Ávila, que falava na primeira de um conjunto de ações de Promoção de Produtos e Recursos Endógenos, revelou que esta rede regional de incubadoras de empresas começará, exatamente, pelo concelho do Nordeste, estendendo-se depois a todos os outros municípios dos Açores.

O governante sublinhou que, “com a cooperação da Câmara Municipal”, esta incubadora de empresas vai dar ao concelho do Nordeste “um espaço dinâmico e contemporâneo, alinhado com as necessidades locais, de forma a explorar e valorizar os seus recursos endógenos, criar empresas e postos de trabalho”, o que o Governo quer ver repetido em todas as ilhas.

Sérgio Ávila acentuou, a propósito, ser importante que as entidades que acrescentam valor ao desenvolvimento local “se juntem e criem a massa crítica necessária à construção de um ecossistema de empreendedorismo”, assegurando que, “da parte do Governo dos Açores, haverá sempre uma colaboração atenta e atuante”.

“Temos previsto, nos instrumentos de apoio ao investimento privado para o período 2014-2020, o apoio à remodelação de espaços destinados à incubação de empresas e aquisição de equipamento, para além do fomento à cooperação entre as diversas entidades que, mediante a dinamização das designadas ações coletivas, possam apoiar a criação e o desenvolvimento de novas empresas”, frisou Sérgio Ávila.

O Vice-Presidente do Governo sublinhou o esforço do Executivo no sentido de “apoiar os jovens e criar as condições para os manter na Região”, anunciando a criação de “um novo sistema de incentivos destinado especificamente a apoiar a criação de empresas por jovens”.

“Sabemos, igualmente, como muitas vezes basta um pequeno montante, e o acreditar nas capacidades das pessoas, para se tornar possível a concretização de sonhos e a possibilidade de proporcionar rendimentos que permitam a criação do próprio emprego e, por isso, iremos continuar a dinamizar o Regime de Apoio ao Microcrédito Bancário, bem como programas de apoio à Criação do Próprio Emprego”, acrescentou.

Na sua intervenção, Sérgio Ávila realçou também que, para apoiar a criação do próprio emprego, o Governo dos Açores implementou o programa Empreende Açores, através do qual pretende “ajudar na constituição de planos de negócios em áreas relacionadas com o aproveitamento dos recursos endógenos, bem como na sua implementação durante um período de até 12 meses, apoiando a criação de empresas e o seu acompanhamento”.

Outra medida que mereceu destaque nesta intervenção foi a Rede de Gabinetes da Empresa, com gabinetes em todas as ilhas, que dispõe de competências para dar apoio a quem pretenda criar uma empresa ou a quem já é empresário, em todas as áreas relativas à gestão de uma empresa.

O Vice-Presidente do Governo frisou que a fixação das populações nos concelhos “é uma prioridade”, levando o Executivo a apoiar as populações no sentido de lhes proporcionar condições que lhes permitam “aproveitar as oportunidades que o seu território lhes oferece” e tornando-lhes possível construir “um futuro a que esteja sempre associada a ideia de pertença a um lugar que é o seu e de permanência nesse lugar”.

“Concelho a concelho, ilha a ilha, cada um dos recantos destes nossos Açores poderá ser esse lugar”, afirmou Sérgio Ávila.
GaCS/CT

Anúncios

Comments are closed.

%d bloggers like this: