Ilhas Bruma – Açores

Açores Online "Antes morrer livres que em paz sujeitos"

Solidariedade Social terá reforço de 17% de verbas em 2015

A Secretária Regional da Solidariedade Social afirmou hoje, na Horta, que a proposta de Plano de Investimento para 2015 contempla, nesta área, uma verba de 52,2 milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 17% face ao plano deste ano.

Andreia Cardoso, que falava aos jornalistas depois de ter sido ouvida na Comissão de Assuntos Sociais da Assembleia Legislativa, salientou que a proposta de Plano para 2015 se concretiza “em dois programas e oito ações, nas áreas da Solidariedade e da Habitação”.

“A proposta prevê ações fundamentais para a promoção da coesão social, reforça o enfoque económico às pessoas e famílias e materializa-se no suporte à comunidade, de forma transversal e integrada”, afirmou a Secretária Regional, acrescentando que o documento visa, entre outras medidas, a proteção da infância, o combate ao isolamento da comunidade sénior, o suporte à pessoa com deficiência, a promoção da igualdade e o apoio a pessoas e famílias em situações de maior precariedade.

Andreia Cardoso salientou que se trata de um reforço “bastante substancial”, frisando que vai “permitir complementar e atingir as taxas de cobertura desejáveis num conjunto significativo de respostas sociais”, nomeadamente ao nível das valências de creche, de centros de atividades ocupacionais e de lar para pessoas portadoras de deficiência, sendo a área dedicada a públicos com necessidades especiais uma das grandes prioridades definidas no Plano para 2015.

A Secretária Regional acrescentou que, em determinados concelhos, será ainda possível dedicar especial atenção à requalificação das respostas existentes ao nível de lares de idosos e de outras valências orientadas para a terceira idade, como centros de dia e centros de noite.

Outra das grandes prioridades definidas na proposta de Plano para 2015, segundo Andreia Cardoso, é a aposta em matéria de igualdade de oportunidades, cujo investimento merecerá um reforço também significativo.

“A definição destas prioridades foi conseguida através da manutenção de um diálogo constante com os parceiros sociais, juntamente com os vários partidos políticos, e contou também com contributos valiosos que emanaram da reunião do Conselho de Concertação Estratégica, resultando num documento realista que visa, acima de tudo, investir nos Açorianos”, assegurou Andreia Cardoso.
GaCS/SC

Comments are closed.

%d bloggers like this: