Ilhas Bruma – Açores

Açores Online "Antes morrer livres que em paz sujeitos"

Vasco Cordeiro reforça junto de Comissários a importância das Regiões na concretização das políticas europeias

O Presidente do Governo reforçou hoje, em Bruxelas, a necessidade de a Comissão Europeia ter em conta o contributo que as Regiões devem dar na implementação de políticas comunitárias ligadas às Pescas, aos Assuntos Marítimos e à Investigação, assim como para a concretização prática do chamado Plano Junker nestes territórios.

“Nestas reuniões foi possível apresentar algumas preocupações que são relevantes, nomeadamente no que tem a ver com a Política de Coesão e com a necessidade de chamar à participação as Regiões”, afirmou Vasco Cordeiro, em declarações aos jornalistas no final de uma ronda de contactos com diversos Comissários Europeus.

O Presidente do Governo dos Açores reuniu-se hoje com o Comissário Europeu para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella, e com Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, depois de, na terça-feira, ter mantido uma reunião com a Comissária para a Política Regional, Corina Cretu.

Relativamente à Política Comum de Pescas, o Presidente do Governo dos Açores alertou para a necessidade de as instituições europeias considerarem o seu impacto socioeconómico nas Regiões, as quais têm um “papel fundamental” a desempenhar na sua implementação.

Na área da investigação e do desenvolvimento, Vasco Cordeiro destacou a importância das Regiões, também neste domínio, criarem no seu âmbito de decisão os mecanismos que podem levar a uma melhor concretização das políticas europeias desta área.

“Um segundo aspeto teve a ver com o chamado Plano Junker e com a relevância e o impacto que pode ter nas Regiões, ao nível da criação de emprego e de riqueza”, salientou o Presidente do Governo, para quem é preciso ter em atenção que muitos destes territórios não têm os mecanismos financeiros e poderes para ajudar a concretizar este Plano apresentado pelo Presidente da Comissão Europeia para estimular o crescimento económico e a criação de emprego na União.

“Esta iniciativa de considerar o papel das Regiões deve partir, não apenas dos Estados-Membros, mas também das próprias instituições europeias”, que devem ver nos interlocutores regionais parceiros por excelência na concretização do Plano Junker, afirmou Vasco Cordeiro.

O Presidente do Governo dos Açores foi eleito, em Setembro de 2014, Presidente da Conferência das Regiões Periféricas e Marítimas da Europa (CRPM), organização de cooperação inter-regional que integra cerca de 150 regiões de 28 Estados Europeus, agregando cerca de 200 milhões de cidadãos europeus.
GaCS/PC

Anúncios

Comments are closed.

%d bloggers like this: