Ilhas Bruma – Açores

Açores Online "Antes morrer livres que em paz sujeitos"

Número de desempregados inscritos é o mais baixo dos últimos 25 meses

O Vice-Presidente do Governo revelou, em Ponta Delgada, que o número de desempregados inscritos na Região no final de março era “o mais baixo dos últimos 25 meses”.

“Temos vindo, há 11 meses consecutivos, a baixar o número de desempregados inscritos face ao mês homólogo do ano anterior”, salientou Sérgio Ávila, sublinhando que se trata de um sinal de recuperação da economia.

Sérgio Ávila, que falava terça-feira na sessão de apresentação do procedimento de adesão ao selo da Marca Açores, acentuou que a promoção do emprego passa, exatamente, pela “valorização dos produtos açorianos”, com reflexos positivos na estrutura produtiva regional.

“Penso que conseguiremos, com a Marca Açores, uma marca certificada única, que todos os consumidores, em qualquer parte, possam identificar um produto como sendo dos Açores e associar esse conceito a algo que é certificado pela natureza, que é, sem dúvida, a nossa mais-valia”, afirmou.

Para o Vice-Presidente do Governo, “é importante dizer a todos os Açorianos que consumir produtos dos Açores é estar a dar emprego a Açorianos e que, quando temos a opção de consumir um produto de fora da Região, estamos a contribuir para a criação de emprego fora da Região”.

Daí que, segundo Sérgio Ávila, para além dos efeitos benéficos da Marca Açores dentro da Região, “importa, nos mercados externos, quer seja no continente, quer seja em outros países, que haja uma referência aos Açores como algo certificado pela natureza”.

“Se isso for devidamente associado, passa a identificar uma imagem de qualidade, de garantia e de valorização que irá ajudar, e muito, a que os nossos produtos sejam vendidos com mais valor”, afirmou.

O governante revelou que, embora o processo de adesão ao selo da Marca Açores esteja ainda na fase de arranque, há já 22 empresas que apresentaram candidaturas de produtos, havendo mesmo um produto, a queijada da Graciosa, com o selo já atribuído.

Sérgio Ávila disse também esperar que, no segundo semestre deste ano, possa estar concluída a regulamentação em relação aos serviços, que possuem “outro tipo de incorporação, menos tangível, mas que tem de ser devidamente salvaguardada para que não haja uma utilização abusiva da Marca Açores”.

Nesse sentido, o Governo dos Açores está a preparar legislação que estabelece penalizações e coimas para o uso indevido do selo da Marca Açores, cabendo à Inspeção Regional das Atividades Económicas a fiscalização adequada no arquipélago.

Fora do território regional essa ação fiscalizadora competirá à ASAE, entidade que mantém uma colaboração com o Governo dos Açores que, de resto, permitiu já detetar um caso de publicidade que atribuía, abusivamente, a origem açoriana a um determinado produto.

A esta sessão de apresentação do procedimento de adesão à Marca Açores realizada em Ponta Delgada seguir-se-ão outras, ao longo do primeiro semestre deste ano, em todas as ilhas da Região.

As sessões destinam-se sobretudo a empresários do setor agroalimentar e do artesanato, estando previsto o alargamento da utilização do selo Marca Açores a empresas de serviços no segundo semestre de 2015.

A adesão a este selo de qualidade encontra-se disponível online, no endereço eletrónico http://www.marcaacores.pt, e corresponde, de imediato, a vantagens competitivas como o acesso a campanhas de comunicação e marketing promovidas pela SDEA, entidade coordenadora da marca, pelos diversos departamentos do Governo dos Açores e por entidades parceiras.
GaCS/CT

Anúncios

Comments are closed.

%d bloggers like this: