Ilhas Bruma – Açores

Açores Online "Antes morrer livres que em paz sujeitos"

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego dos Açores voltou a baixar em abril, segundo revela o mais recente boletim do Instituto do Emprego e Formação Profissional, do Governo da República.

“Os dados reconfirmam a constante e consistente redução que tem vindo a verificar-se”, afirmou o Vice-Presidente do Governo dos Açores, salientando que “o número de desempregados inscritos é o mais baixo dos últimos 28 meses.”

Sérgio Ávila frisou também que, “face aos meses homólogos do ano anterior, o número de desempregados tem vindo sempre a diminuir a cada mês que passa desde o início deste ano, o que reforça a tendência de redução estrutural dos desempregados nos Açores.”

“No final de abril, e segundo o boletim do Instituto do Emprego e Formação Profissional, havia menos 11 por cento de Açorianos desempregados inscritos do que há um ano”, afirmou.

Sérgio Avila salientou ainda que “os dados agora divulgados demonstram que os desempregados inscritos nos Açores são, em termos comparativos, inferiores à média nacional”, sendo que “os Açores registam já neste indicador uma menor incidência de desemprego do que a média nacional.”

“Esta nova redução agora verificada no mês de abril confirma a evolução muito positiva de criação de emprego e de redução do desemprego que tinha sido revelada recentemente pelo Instituto Nacional de Estatística”, disse o Vice-Presidente do Governo, acrescentando que “o boletim do INE demonstrou que os Açores foram, nos últimos 12 meses, a região do país que registou a maior redução na taxa de desemprego e maior crescimento em termos de emprego.”

“Estamos, como sempre estivemos, decididos a tudo fazer para combater o desemprego e promover políticas ativas de criação e manutenção do emprego, sendo estes dados, que felizmente se vão consolidando a cada mês que passa, um sinal de que estamos no caminho certo e um incentivo adicional para prosseguirmos nessa trajetória”, afirmou Sérgio Ávila.

Para o governante, “a meta é a de alargar a todos os Açorianos que ainda estão desempregados a solução encontrada para os que viram resolvida a sua situação no último ano.”
GaCS/CT

Comments are closed.

%d bloggers like this: